ComunidadeaBíblia.Net

 
Home Artigos O que penso sobre a Bíblia FREE STYLE

O que penso sobre a Bíblia FREE STYLE

>> Nam(ORAR)
>> Sansão cometeu suicídio?
>> Para os Pequeninos
>> Sermão de casamento - Socorro!
>> Curso de Teologia Online: Onde encontrar?

Já haviam me falado sobre a Bíblia Free Style, no entanto, por falta de tempo, ainda não havia procurado saber o que é.

Pois bem, depois que vi que inúmeras pessoas estavam comentando o assunto resolvi  pesquisar sobre a Bíblia em questão. Infelizmente o que encontrei foi um trabalho absolutamente questionável e que na minha perspectiva depõe contra as verdades iniquívocas e inexoráveis das Escrituras.  Até entendo que o desejo dos autores tenha sido contextualizar a Palavra de Deus tornando-a  acessível as mais variadas tribos, todavia, penso que ao fazê-lo banalizando o conteúdo bíblico os autores erraram e erraram feio.

Veja por exemplo três dos textos da bíblia supracitada:

“Na manhã do dia seguinte, todos os líderes relgiosos das denominações mais influentes estavam lá pra unir forças, tentando pressionar para que Jesus fosse morto. O amarraram então e levaram pro governador, um sujeito chamado Pilatos. Judas, percebendo a merda que havia feito, procurou os religiosos pra devolver o dinheiro que havia recebido. E lamentava dizendo: “Putz gente! Ferrei com Jesus! Bora destrocar esse negócio! Eu devolvo o dinheiro e vocês soltam ele vai!”. E os religiosos responderam: “Problema seu, palhaço! Combinado nunca é caro.”. Judas ficou tão bodado, que jogou a grana pra cima dos caras e foi se matar. Os religiosos quando souberam do que rolou, aproveitaram a grana pra comprar um terreno na periferia pra enterrar os estrangeiros e indigentes. Tudo isso aconteceu igual o profeta Jeremias havia previsto no passado…” (Mateus 27)

“Quem se envergonhar de mim e do meu ensino, eu também vou me envergonhar desta pessoa no dia que eu voltar. Quem falar alguma merda sobre minha pessoa, eu relevo de boa. Mas quem zoar o Espírito Santo, esse aí tá ferrado pra frente, por que pra esse pecado não tem perdão. Por isso tomem cuidado pra não saírem falando besteira!”. (Lucas 12)

 “Pedro continuava sentado do lado de fora, mocado no meio dos peões. Até que chegou uma empregada doméstica e disse: “Ei… você tava andando com Jesus também, né?”. E Pedro mentiu dizendo que não sabia nem do que ela tava falando. Alguns minutos depois, outra empregada doméstica o viu e disse a mesma coisa. E ele repetiu a história de que nem conhecia Jesus. Por fim, a galera toda começou a desconfiar e disseram: “Ahhh maluco! Teu jeito de falar dá a entender que você é um deles sim!”. E pra escapar de ser pego, Pedro começou a xingar e a jurar: “Puta que o pariu, viu! Quantas vezes vou ter que falar que eu juro que não conheço esse homem?”. E naquela hora o celular tocou o despertador (tá, eu sei que não foi o celular, foi o galo). E Pedro lembrou do que Jesus havia dito sobre ele o negar. Por fim acabou saindo dali completamente arrasado com a cagada que havia feito”. (Mateus 26)

Caro leitor vamos combinar uma coisa? Os textos originais não possuem palavras chulas como as descritas pela Bíblia Free Style, além disso, queira ou não os “parafraseadores”  a Bíblia é a Palavra inerrante de Deus e colocar palavras torpes na boca daquele que nunca cometeu pecado é blasfêmia e aberração. Ora, considero um despropósito dos tradutores o uso por exemplo da palavra “merda”, nos lábios do Cristo.

Sem a menor sombra de dúvidas ouso afirmar que os responsáveis pela Bíblia em questão pecaram contra a santidade do Eterno. Junta-se a isso o fato de que os textos parafraseados são desprovidos de pureza e equidade, atributos esses inquestionáveis nos manuscritos originais.

As Escrituras são claras em afirmar que:

“Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem”. (Efésios 4.29)

“Não haja obscenidade nem conversas tolas nem gracejos imorais, que são inconvenientes, mas, ao invés disso, ação de graças”. (Efésios 5.4)

“Mas agora, abandonem todas estas coisas: ira, indignação, maldade, maledicência e linguagem indecente no falar”. (Colossenses 3.8)

Diante do exposto não recomendo a leitura dos textos da referida Bíblia.

É o que penso!

Ps:  Por favor não me venham falar em contextualização da mensagem, eu sei bem o que é isso, e entendo que a igreja precisa em alguns momentos relacionar-se com a cultura contextualizando a pregação. Todavia, a Bíblia Free Style está muito além disso. Ao empregar termos chulos a Palavra de Deus, os autores pecam contra o Senhor além é claro de contribuirem para uma péssima imagem do Evangelho da Salvação Eterna.

Ps2:  Alguns irmãos comentaram que o meu texto é injusto visto que a proposta da Biblia Free Style não é uma tradução e sim uma paráfrase. Tudo bem, como já escrevi entendo a motivacão dos autores, no entanto, continuo discordando do que foi dito. Para mim tanto a traducão como a paráfrase estão equivocadas.

 

Fonte: Centro Apologético Cristão de Pesquisas

http://www.cacp.org.br/o-que-penso-sobre-a-biblia-free-style/



App Caixinha de Promessas

 

Caixinha de Promessas

"Então entenderás a retidão, a justiça, a eqüidade, e todas as boas veredas." Provérbios 2:9

[Inclua em seu site]



 


Publicidade