ComunidadeaBíblia.Net

 
Home Mensagens A importância de lermos a Bíblia

A importância de lermos a Bíblia

>> Deus é o único médico de nossa alma
>> Salmo 12 - Integridade moral
>> Levítico 4 - A oferta pelo pecado
>> Deus é a fonte da vida
>> Levítico 3 - A oferta de comunhão

“O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento...”
(Oséias 4.6)

A falta do conhecimento pessoal de Deus através da Bíblia pode destruir o povo, não porque tal conhecimento esteja fora do alcance de todos, mas porque as pessoas continuam ignorando a verdade revelada por Jesus, os apóstolos e os profetas.

A verdade está disponível a todos nas Escrituras Sagradas. Infelizmente não são poucas aquelas pessoas que, por não conhecerem ou desprezarem a Palavra de Deus, estão sendo destruídas pelo poder maligno que atua juntamente com o pecado. O pecado é alimentado pelos costumes mundanos que são opostos à vontade de Deus.

A culpa é do próprio homem, que está com o coração endurecido para a Palavra de Deus. Jesus disse em Mateus 13.15: “Porque o CORAÇÃO deste povo está ENDURECIDO, E ouviram de mau grado com seus ouvidos, E fecharam seus olhos; Para que não vejam com os olhos, E ouçam com os ouvidos, E compreendam com o coração, E se convertam, E eu os cure”. Para os homens tem sido mais cômodo rejeitar os ensinamentos divinos. Jesus já sabia que muitos iriam rejeitá-Lo. Jesus disse para aqueles que o seguiam: “O mundo não vos pode odiar, mas ele odeia a mim, porquanto dele testifico que as suas OBRAS SÃO MÁS” (João 7.7). O mesmo ainda acontece hoje. Jesus incomoda muita gente.

As pessoas rejeitam Jesus porque sabem que os caminhos em que estão vivendo são maus aos olhos de Deus. Também porque estão presos ao pecado de tal forma que não querem deixá-los, pois realmente sentem prazer neles. Jesus já previa isto quando disse em João 3.19,20: “Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas OBRAS ERAM MÁS. Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas OBRAS NÃO SEJAM REPROVADAS”. Jesus é a luz que veio iluminar o mundo que está coberto de trevas, ou seja, está dominado por satanás através do pecado. Para Deus só há dois caminhos para nós: rejeitarmos Jesus e continuarmos a sob o domínio de satanás, ou podemos aceitar o sacrifício que Jesus fez por todos nós para que pudéssemos ser libertos da escravidão do pecado. Para que isto aconteça devemos nos submeter a Sua direção e autoridade.

Seguir Jesus não é um título, mas uma maneira de viver. Muitos afirmam que crêem em Jesus, mas como suas atitudes provam ao contrário. A Bíblia revela que aquele que vive na prática do pecado faz-se servo dele (João 8.34). O pecado é algo tão diabólico que aprisiona o homem. Só Jesus liberta. Jesus é a única solução para o homem perdido, pois Ele mesmo nos diz em João 8.36: “Se, pois, o FILHO vos libertar, VERDADEIRAMENTE sereis livres”. Jesus deu-se em sacrifício por nós porque Deus nos ama e quer que todos os homens sejam salvos pelo conhecimento da verdade (1 Timóteo 2.4). A Bíblia diz em João 3.16: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê NÃO PEREÇA, mas tenha A VIDA ETERNA”. Mas infelizmente muitos ainda não compreenderam o que isto realmente significa. Dizem que crêem em Jesus, mas não se interessam por Ele e nem mesmo querem ouvir o que Ele tem a dizer. Vemos então que as pessoas estão cegas para a verdade. Isso é o terrível resultado do pecado.

As palavras que Jesus continua dizendo dentro das igrejas hoje certamente não são aquilo que as pessoas gostariam de ouvir. E é por isso que Jesus é categoricamente rejeitado pelas multidões. Mas todos devem saber de antemão que aqueles que O rejeitarem terão que acertar contas com Ele no dia do juízo final. Será o dia da ira de Deus sobre a terra. Todo joelho se dobrará diante do Filho de Deus e toda boca irá confessar, querendo ou não, que Jesus é o Senhor. Mesmo que seja no dia da sua condenação. A Bíblia garante isto em Filipenses 2.10: “Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR, para glória de Deus Pai”. Os que são mais espertos estão confessando aqui na terra enquanto ainda ha tempo, porque depois que Jesus voltar as portas serão fechadas, então será tarde demais. Jesus já nos alertou em Mateus 25.13: “Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora em que o Filho do homem há de vir”. Quando Ele finalmente voltar não haverá mais tempo de se arrepender. Jesus disse que estes serão lançados numa fornalha de fogo onde somente haverá pranto e ranger de dentes (Mateus 13.40-42). Aqueles que não crêem devem esperar para ver o que acontece. Cada um é livre para fazer a sua escolha. Jesus não julga aqueles que não crêem, pois como Ele disse, já há quem nos julgue: a Palavra que Ele pregou (João 12.47,78). Ele disse que Suas Palavras é que irão nos condenar diante de Deus no dia do juízo final. É só conhecermos um pouco a Bíblia que veremos os nossos erros escritos lá. A única solução é o arrependimento.

Não devemos ter vergonha de confessar Jesus diante dos homens. Aqueles que são tímidos diante de Deus (Apocalipse 21.8) e se envergonham do que Jesus fez pela humanidade, precisam ler o que Jesus disse em Marcos 8.38: “Porquanto, qualquer que, entre esta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai, com os santos anjos”. Jesus não poderia ser mais claro. Aqueles que não são a favor de Jesus, estão contra Ele, pois Ele mesmo nos revela na Bíblia que não há grupo neutro (Mateus 12.30).

Envergonhar-se de Jesus significa escutar as Suas palavras e não tomar uma posição firme por causa daquilo que as outras pessoas podem pensar a respeito dessa decisão. Seguir Jesus exige uma decisão que implicará em auto-negação, pois Ele mesmo nos revela isto em Marcos 8.34: “E chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me. Porque qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, mas, qualquer que perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, esse a salvará”. Jesus nos revela que segui-Lo não é uma tarefa fácil, porém a recompensa é garantida por Deus.

Aí está a importância de conhecermos a Bíblia, porque nela descobrimos o que fazer para não sermos deixados para trás quando Deus decidir acertar as contas com aqueles que são rebeldes a Sua vontade. O primeiro passo é nos arrependermos dos nossos maus caminhos diante de Deus e aceitarmos aquilo de Jesus nos oferece, A SALVAÇÃO. Para isso devemos nos entregar a Ele e nos comprometer a obedecer aquilo que foi determinado por Deus. Diferentemente do que muitos pensam, não é um caminho ruim. Os caminhos que Deus escolheu para nós, são aqueles que nos desviam da auto-destruição que faz parte da natureza do homem desde que este se rebelou contra Ele. São caminhos que somente nos trarão o bem, pois quem mais saberia o que é melhor para um filho do que o seu próprio Pai? Que Deus possa mostrar a verdade a todos.

“Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo. Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem pecado. E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”. (Mateus 13.40-43)

“Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem os seus maus pensamentos, e se converta ao SENHOR, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar”.(Isaías 55.6,7)

Autor: Igor Chastinet Pinho.
Fonte: Centro Apologético Cristão de Pesquisas <www.cacp.org.br>
http://www.cacp.org.br/estudos/artigo.aspx?lng=PT-BR&article=1784&menu=7&submenu=3
 



App Caixinha de Promessas

 

Caixinha de Promessas

"Porque agora vemos como por espelho, em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei plenamente, como também sou plenamente conhecido." I Coríntios 13:12

[Inclua em seu site]



 


Publicidade